Património artístico da Câmara Municipal de Sintra

Sala 2 . 1849-1910
|
Do Romantismo, com Sintra como pano de fundo, ao início da República
  |  

 

  Autor
João Cristino da Silva
(ver biografia)

Modalidade
Pintura

Técnica
Óleo sobre tela

Dimensões
33,8 cm x 46,7 cm

Datado
Sem data [2.ª metade do século XIX]

Proveniência
MU.SA - Museu das Artes de Sintra
  A Serra de Sintra e o Mosteiro da Pena

Tendo como pano de fundo a Serra de Sintra, o motivo principal desta obra é o quotidiano saloio. Em destaque, vemos três mulheres, uma criança e um burro junto ao enorme penedo. O Palácio da Pena, em tons mais escuros e recortado sob um céu carregado, sugere-nos um clima de inverno.

João Cristino da Silva é o autor da obra "Cinco Artistas em Sintra" (Museu Nacional de Arte Antiga), autêntico manifesto de um conjunto de pintores que se insurgiam contra o distanciamento academizante e urbano dos artistas, procurando antes o contacto real com paisagens e pessoas. Os saloios são, deste modo, um tema maior para um conjunto de pintores, em que se incluia Cristino da Silva, pois consubstanciam tais valores e anseios artísticos.
Não admira pois a centralidade dos personagens na presente obra, muito provavelmente um estudo, as cores garridas e autênticas das suas vestes, bem como a figura tutelar do Palácio da Pena, simbolicamente evocando D. Fernando II, monarca extremamente apreciado por Cristino e seus pares.

destaque-menu

bio-menu

mc-icon1tritao

Newsletter do Museu