Património artístico da Câmara Municipal de Sintra

Sala 3 . 1911-1930
|
Do advento da República aos finais da década de 20
  |  

 

  Autor
Artur Anjos Teixeira

Modalidade

Escultura

Técnica

Gesso

Dimensões

52 cm x 47 cm x 47 cm

Datado

Sem data [anos 20]

Proveniência

Museu Anjos Teixeira

  Monumento ao Marquês de Pombal

Maqueta do projecto que o autor apresentou ao concurso para o "Monumento ao Marquês de Pombal". A obra representa o Marquês de pé com a mão esquerda apoiada sobre a espada e pela cabeleira e casaca, percebe-se o vento que lhe incide. O pedestal seria em pedra branca e apresenta quatro faces com baixos relevos.

Esta proposta , de proporções menores do que o actual monumento, foi a única a concurso a contemplar a verba orçamentada. Tal revela bem o carácter deste escultor, sem devaneios ou excentricidades de artista, revelando-se metódico e pragmático na execução da sua arte: "Não conhecia o desespero nem o acelerado; não acertava o seu passo pelo ponteiro da inspiração ou da febre. Era igual, inalterável de cadência".
A proposta de Anjos Teixeira, face à vencedora, de Francisco Santos, é menos arrojada, ou antes, menos grandiosa. Porém, encontramos um Marquês de Pombal igualmente majestoso e, inclusive, mais dinâmico e menos estático, posição conseguida sobretudo pelo movimento dos braços e pela sensação de vento nos cabelos e roupagem.

* Aquilino RIBEIRO, In Memoriam do Escultor Anjos Teixeira (1880-1935), [Lisboa], Empresa Nacional de Publicidade, 1936

destaque-menu

bio-menu

mc-icon1tritao

Newsletter do Museu